• FECHAR PUBLICIDADE

    Na manhã desta sexta-feira (06), o Prefeito Daniel Marinho juntamente com o articulador político, Ricardo Marinho estiveram da sede do Partido Social Democrático Brasileiro (PSDB) para ato de filiação demais cinco vereadores da base do governo que deixam dentre outras legendas, o MDB já faziam parte do PSDB, as vereadoras, Polyana, Leyla Emiliano, além de Nego Celular e Nego de batista.

    Chegam ao partido os vereadores, Luiz Henrique, Bilú, Professor Jorge, Marcelo Mesquita e Zé Nilton.

    Para o articulador politico do Prefeito Daniel Marinho, o fortalecimento do partido na cidade se dá pela grande contribuição pela qual o município recebe do Presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Ezequiel Ferreira, mas isso mostra também o bom relacionamento que o Prefeito Daniel Marinho tem com o Legislativo.

    Para o Prefeito Daniel, a vinda dos vereadores para a legenda a qual ele foi eleito prefeito da cidade mostra o compromisso com a nossa cidade.

    Na noite desta quinta-feira (05), a comissão executiva do Diretório Municipal do Avante em São José de Mipibu anunciou apoio à pré-candidatura de Zé Figueiredo ao Executivo municipal.

    A reunião realizada na sede do partido em Natal contou com a presença do vereador de Natal, Raniere Barbosa, representando a presidente estadual do partido, Karla Veruska, e o presidente municipal do Avante em São José de Mipibu, Rudimar Ramon.

    “Ficamos felizes com a decisão do Avante apoiar em São José de Mipibu a pré-candidatura de Zé Figueiredo, homem íntegro que tem um legado de lutas e realizações que o credenciam a postular o cargo de prefeito.

    Nas últimas eleições o Avante foi brindado com uma parceria política com a deputada estadual Cristiane Dantas(SDD) no município mipibuense, aliança que agregou uma votação expressiva de mais de 1.400 votos à nossa legenda. Parabenizo também a parceria do nosso presidente Rudimar Ramon com a pré-candidatura desse homem que tão bem representará São José de Mipibu”, ressaltou Raniere Barbosa.

    Para o presidente municipal do Avanta, Rudimar Ramon, a decisão de apoio do partido se dá pela atual realidade política no município.

    “A pré-candidatura de Zé Figueiredo representa a opção por um gestor sério, comprometido com as demandas sociais do nosso município e coaduna-se com a perspectiva de desenvolvimento que o Avante acredita em São José de Mipibu. Caminharemos juntos construindo uma nova política”, destacou Rudimar.

    Após um mês e meio de reuniões e acertos – tratados pelo presidente Jair Bolsonaro como “namoro”, “noivado” e “casamento” –, a atriz Regina Duarte toma posse nesta quarta-feira (4) como secretária de Cultura do governo. Será a quarta ocupante do cargo em 14 meses.

    A cerimônia está marcada para as 11h no Palácio do Planalto. No cargo, Regina terá o desafio de encerrar a rotatividade da pasta e buscar pacificação ou, ao menos, uma convivência mais harmoniosa entre o governo e a classe artística.

    Apoiadora de Bolsonaro desde a eleição, a atriz foi convidada para o cargo em 17 de janeiro e anunciou o “sim” duas semanas depois. No fim de fevereiro, Regina Duarte e a Globo anunciaram a rescisão em comum acordo do contrato de mais de 50 anos.

    Durante o “noivado”, entre o convite e o aceite, a atriz viajou a Brasília para conhecer a estrutura da secretaria. Chegou a se reunir com a secretária interina, reverenda Jane Silva, que acabou exonerada semanas depois – o governo diz que Regina Duarte não interferiu.

    Aos 73 anos, considerada um ícone das telenovelas no país, ela comandará uma estrutura vinculada ao Ministério do Turismo que ultrapassa as barreiras da dramaturgia. Cabe à pasta lidar com temas como economia criativa, direitos autorais, preservação do patrimônio histórico e democratização do acesso a teatros e museus, por exemplo.

    A Polícia Federal prendeu nesta terça, 3, em Cobé, distrito de Vera Cruz, na Região Metropolitana de Natal, um agricultor foragido da Justiça e condenado a 36 anos de reclusão.

    Ele integrou a quadrilha que roubou malotes de dinheiro contendo 94 milhões de cruzeiros que seguiam pela RN-117, em 1982, para trabalhadores rurais inscritos no Plano de Emergência contra a Seca.

    O roubo aconteceu entre os municípios de Caraúbas e Olho D´Água dos Borges, na região oeste potiguar. O crime é o maior da história do Rio Grande do Norte e um dos maiores do País, diz a PF. O roubo ficou conhecido como ‘Roubo da Emergência’.

    A prisão se deu em razão do cumprimento de um mandado judicial expedido pela 14ª Vara Federal do Rio Grande do Norte. O homem preso pela Polícia Federal também foi condenado por participar do homicídio de quatro pessoas que resultou na morte de uma criança de seis anos.

    Após passar por exame de corpo de delito, ele foi transferido para o Sistema Prisional do Rio Grande do Norte, à disposição da Justiça, onde deverá cumprir a pena.

    O Estadão

    O Senador Styvenson Valentim foi recepcionado pelo Prefeito Daniel Marinho e pela Secretária de Educação Valéria Aquino na Escola Municipal Yayá Paiva, na manhã da segunda-feira (2).

    A unidade vai receber o modelo de escola cívico-militar.A iniciativa será viabilizada através de parceria direta entre o Gabinete do Parlamentar e a Prefeitura Municipal de Nísia Floresta.

    A escola vai promover outras reuniões com os pais dos alunos e professores, mas a ideia já foi bem recebida pela maioria no primeiro momento.

    O Executivo Municipal já havia tentado inscrever a referida escola no programa do Governo Federal, mas não obteve êxito naquela ocasião. O processo inicial de implantação do sistema cívico-militar está sendo orientado pelo Tenente Navarro.

    #Educação #NossaForçaÉoTrabalho

    A partir da próxima quinta-feira (5), os vereadores que pretendem disputar a reeleição ou a prefeitura de sua cidade podem mudar de partido sem sofrerem nenhuma punição da legenda. O prazo da chamada janela partidária termina no dia 3 de abril, seis meses antes do pleito. O primeiro turno será realizado em 4 de outubro e o segundo turno no dia 25 do mesmo mês.

    Pelo calendário eleitoral, elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão responsável pela organização das eleições, o prazo é considerado para a justa causa necessária para a mudança partidária dos detentores do cargo de vereador que queiram concorrer às eleições majoritárias (prefeitura) ou proporcionais (reeleição).  Ao trocarem de partido, os parlamentares buscam mais recursos e apoio político para as campanhas. 

    Calendário das eleições

    Outras datas previstas no calendário eleitoral devem ser seguidas pelos candidatos e partidos que vão disputar o pleito. No dia 4 de abril, todos os partidos que pretendem disputar as eleições devem estar com registro aprovado pelo TSE. 

    No mesmo mês, o tribunal vai lançar uma campanha nas emissoras de rádio e televisão para incentivar a participação das mulheres nas eleições e esclarecer o eleitor sobre o funcionamento do sistema eleitoral.

    No dia 16 de junho, a Corte deve divulgar o valor corrigido do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), criado pelo Congresso. Conforme o orçamento da União, R$ 2 bilhões estão previstos para o fundo.

    Em julho, os partidos estão autorizados a promover as convenções internas para escolha de seus candidatos, que deverão ter os registros das candidaturas apresentados à Justiça Eleitoral até 15 de agosto.

    No dia seguinte, a propaganda eleitoral está autorizada nas ruas e na internet até 3 de outubro, dia anterior ao primeiro turno.

    Em setembro, a partir do dia 19, nenhum candidato poderá ser preso, salvo em flagrante. No caso dos eleitores, a legislação eleitoral também proíbe a prisão nos dias próximos ao pleito. No dia 29, eleitores só podem ser presos em flagrante.

    A diplomação dos prefeitos e vices, além dos vereadores eleitos, deve ocorrer até 19 de dezembro.

    Integrantes da Viradouro durante o desfile na Sapucaí.

    Ao levar a Bahia ao Sambódromo do Rio de Janeiro, a Unidos do Viradouro consagrou-se, nesta quarta-feira, campeã do Carnaval carioca. Assinado pelo casal de carnavalescos Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, o enredo De Alma Lavada homenageou o grupo musical baiano As Ganhadeiras de Itapuã, que faz samba de roda, para abordar o protagonismo feminino na história brasileira. A Vermelho e Branco de Niterói, como é conhecida a Viradouro, volta a levar o título depois de 23 anos —no ano passado, foi vice-campeã com um enredo sobre histórias encantadas—. A escola deixou para trás a Grande Rio, em segundo lugar, seguida de Mocidade, Beija-Flor, Salgueiro e Mangueira. União da Ilha e a Estácio de Sá foram rebaixadas ao Grupo de Acesso em 2021.

    O enredo da Viradouro já havia vencido na terça-feira (25/02) o Estandarte de Ouro —premiação de voto popular do jornal O Globo—. “A nossa vida mudou com esse desfile, não só pela mídia, mas pelo nosso próprio autoconhecimento. Nós entendemos que representamos milhões de mulheres que lutam todos os dias pela sobrevivência. Há um crescimento social nisso”, comentou Ivana Soares, produtora da banda As Ganhadeiras de Itapuã ao jornal baiano Correio.

    Com alegorias e fantasias luxuosas, a Viradouro foi uma das escolas que mais animou o público da Sapucaí, desde a comissão de frente, que trouxe uma atleta no nado sincronizado, Anna Giulia, como uma sereia em um aquário de sete mil litros de água. A ala das baianas, que representaram quituteiras, com saias bordadas com abarás, acarajés e tapiocas, jogou cocada para a arquibancada.

    Com influência do afoxé, ritmo baiano de matriz africana, nos batuques e na melodia, o samba da escola campeã cantou as mulheres escravizadas de Salvador, que, no século XIX vendiam comida e lavavam roupas na lagoa do Abaeté e, com o dinheiro arrecadado, compravam sua própria alforria e a de outras mulheres. Dessa história nasce o grupo d’As Ganhadeiras de Itapuã. Elas foram exaltadas no desfile como as “primeiras feministas do Brasil”.

    A Viradouro conquistou público, críticos e jurados ao aliar uma forte tradição cultural, com referências à ancestralidade negra, à atualidade de questões feministas. Foi uma lavada de alma e de bom gosto. Com a proposta de dar um mergulho na Lagoa do Abaeté e no mar de Itapuã, a Viradouro homenageou Oxum, tocando um ijexá —com um atabaque gigante no meio dos ritmistas— em diversos momentos do desfile. “Oh mãe, ensaboa, mãe”, cantava junto com a escola a arquibancada da Sapucaí.

    A Viradouro também mostrou a transformação dos terreiros em ateliês onde as mulheres realizavam manufaturas e fez um passeio pelas manifestações folclóricas que influenciaram o surgimento d’As Ganhadeiras de Itapuã. O desfile foi encerrado com o setor Os tesouros do Brasil, que homenageou outros grupos folclóricos formados por mulheres.

    Terminados a folia de momo, uma análise bem simples, mas que foram destaques neste Carnaval 2020. O Prefeito Daniel Marinho vem colhendo os frutos de uma boa administração focada no que ele sempre disse a sua equipe, os nísia-florestenses. Animação, segurança, valorização dos artistas da terra e o ponto mais alto, a popularidade do prefeito Daniel Marinho que transitou no meio dos foliões e em todo tempo era solicitado para fazer fotos, em agradecimento a bela administração que vem realizando.

    Nosso editor conversou por telefone com o prefeito que disse: “Karlosilva! Fizemos o nosso melhor, a nossa equipe priorizou os artistas da nossa terra, segurança e muita, mas muita animação para os foliões. Quero ainda, de forma especial agradecer a toda nossa equipe que direta ou indiretamente fizeram acontecer esse que foi um dos melhores carnavais da nossa terra.”

    Questionei o prefeito sobre as ações para o ano de 2020 e ele disse: “Karlosilva! Vem muito trabalho por aí, a nossa gestão está focada na melhoria de vida dos nossos munícipes, temos problemas, mas estamos conseguindo fazer mais com menos e isso é visível no semblante dos nísia-florestenses.”

    Ontem, este mero escriba encontrou a ex-prefeita, Norma Ferreira estávamos na casa do contador, Túlio Barbalho. A ex-prefeita chegou acompanhada do filho e vereador, Daniel Ferreira e também do amigo, nano do queijo.

    Como não gosto de balela perguntei: Norma vota em Kerinho?

    Ela respondeu: Norma vota em qualquer um que esteja melhor que ela nas pesquisas, em Kerinho, em Márcio em Karlosilva.

    DO BLOG

    Como o ano está começando agora vamos aguardar, pois muita água ainda rolará debaixo dessa ponte. Quem vai pagar uma pesquisa é o blog do Karlosilva para mostrar, de fato, os números.

    Compartilhar em:

    25 fevereiro 2020
    INTERINO

    A Mangueira foi a grande sensação da primeira noite de desfiles do Grupo Especial, no domingo (23). A agremiação contou a história de Jesus de uma forma moderna, abordou a relação com as minorias e encostou no polêmico assunto de intolerância religiosa.Já conhecida por seus posicionamentos políticos, a escola havia avisado que não tinha a intenção de falar explicitamente de política ou religião, mas sim contar a história de Cristo sob um outro olhar. E, de cara, colocou Evelyn Bastos para interpretar uma versão negra e feminina de Jesus.

    Evelyn, a princípio, usaria uma fantasia tradicional de rainha, mas acabou com um manto brilhoso cobrindo o corpo. Ela não sambou; em vez disso, usou uma coroa de espinho e interpretou o sofrimento de Jesus na véspera da crucificação.

    A comissão de frente conquistou o público de cara. Jesus apareceu de roupas jeans e rodeados de amigos – todos representando minorias – dançando e tirando selfies. Até que a polícia apareceu e colocou todo mundo na parede, menos Cristo, que era branco. Ainda assim ele foi preso, numa alusão à passagem bíblica em que ele é pego pelos guardas romanos.Em outra ala, os foliões colocavam em xeque posicionamentos que cristãos políticos adotaram nas últimas eleições. “Bandido Bom é Bandido Morto” trazia negros e pobres e “Vai Tacar Pedra?” se referia à comunidade LGBT.

    Por fim, diversas versões de Cristo crucificado foram retratadas: mulheres, LGBT’s negros, pobres, entre outros. O carro alegórico final trouxe Jesus ressuscitando em plena favela da Mangueira.

    O Twitter foi à loucura e colocou a agremiação entre os assuntos mais comentados da noite. Além da história bem contada, a bateria também fez sucesso ao misturar funk com o tradicional samba. A escola carioca, vencedora da última edição, é de fato uma das favoritas ao título deste ano.

    Confira um trecho do samba-enredo “A Verdade Vos Fará Livre”:

    Eu sou da Estação Primeira de Nazaré
    Rosto negro, sangue índio, corpo de mulher
    Moleque pelintra no buraco quente
    Meu nome é Jesus da Gente

    Nasci de peito aberto, de punho cerrado
    Meu pai carpinteiro, desempregado
    Minha mãe é Maria das Dores Brasil

    Enxugo o suor de quem desce e sobe ladeira
    Me encontro no amor que não encontra fronteira
    Procura por mim nas fileiras contra a opressão
    E no olhar da porta-bandeira pro seu pavilhão
    E no olhar da porta-bandeira pro seu pavilhão