• FECHAR PUBLICIDADE

    O número de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus no Brasil subiu para 15.927 e o total de mortes chega a 800. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde na tarde desta quarta-feira(08).

    No último balanço do governo, na terça-feira(07), o total de infectados chegava a 13.717 e 667 mortes confirmadas.

    São Paulo continua sendo o estado com mais casos diagnosticados e mortes em decorrência da Covid-19: são 6.708 e 428, respectivamente. Em seguida vem o Rio de Janeiro, com 1.938 casos e 106 óbitos.

    O Globo

    Boletim do Ministério da Saúde concluído, nessa sexta-feira (3), sobre o cenário da pandemia do novo coronavírus traça um cenário crítico da situação da saúde no País para lidar com o pico das contaminações, previsto para ocorrer entre o fim de abril e início de maio.

    O documento elaborado pela Secretaria de Vigilância em Saúde afirma que a capacidade laboratorial do Brasil ainda é insuficiente para dar resposta a essa fase da epidemia. A Rede Nacional de Laboratório é semi-automatizada, composta pelos 27 Laboratórios Centrais de Saúde Pública (LACENs), Instituto Evandro Chagas e todas as unidades da Fundação Oswaldo Cruz que juntas, em carga máxima, são capazes de processar aproximadamente 6.700 testes por dia.

    “Para o momento mais crítico da emergência, será necessária uma ampliação para realização de 30 a 50 mil testes de RT-PCR por dia”, afirma o boletim.

    O Ministério alerta que “não há escala de produção nos principais fornecedores para suprimento de kits laboratoriais para pronta entrega nos próximos 15 dias”. Além disso, afirma que há carência de profissionais de saúde capacitados para manejo de equipamentos de ventilação mecânica, fisioterapia respiratória e cuidados avançados de enfermagem para lidar com pacientes graves de Covid-19.

    Outro ponto frágil são os locais de atendimento a casos críticos. “Os leitos de UTI e de internação não estão devidamente estruturados e nem em número suficiente para a fase mais aguda da epidemia”, afirma o relatório.

    O Ministério da Saúde está buscando parceria público-privada com grandes redes de laboratórios e ampliando a capacidade dos LACENs, Fiocruz e Instituto Evandro Chagas.

    Após 37 dias desde o primeiro caso de contaminação, o Brasil acumula um total de 9.056 casos e 359 óbitos. “De acordo com padrão epidemiológico observado por esses primeiros casos, constata-se que a transmissão ainda está na fase inicial em todos os Estados e Distrito Federal”, diz o ministério.

    Considerando as fases epidêmicas (epidemia localizada, aceleração descontrolada, desaceleração e controle), na maior parte dos municípios a transmissão está ocorrendo de modo restrito.

    No entanto, informa o boletim, considerando o coeficiente de incidência nacional de 4,3 casos por 100 mil habitantes, é preocupante a situação do Distrito Federal (13,2/100 mil) e dos Estados de São Paulo (9,7/100 mil), Ceará (6,8/100 mil), Rio de Janeiro e Amazonas (6,2/100 mil) que apresentam os maiores coeficientes. “Nesses locais, a fase da epidemia pode estar na transição para fase de aceleração descontrolada”, afirma.

    Estadão Conteúdo

    O período de isolamento social para estudantes da educação infantil ao ensino médio não deve ser tratado como férias. O professor Mário Sérgio de Oliveira orienta que o momento em casa para pais e alunos deve ser aproveitado para a construção de novas atividades conjuntas desde que, por determinação do Governo do Rio Grande do Norte, as aulas foram suspensas, com base no decreto para o enfrentamento de emergência da saúde pública.

    O educador explica que quatro itens que devem ser acompanhados pelas famílias para que os alunos consigam desempenhar algumas atividades, mesmo longe da sala de aula. “Ajude o seu filho a montar uma rotina diária de estudo; mantenham uma alimentação adequada; não esqueçam que a prática de exercícios é de fundamental importância e para isso será necessário adaptar alguns espaços dentro de casa; e o mais importante, o apoio emocional, principal fator para a boa convivência”, disse Mário Sérgio.

    Ainda segundo o pedagogo, a situação de pandemia exigiu uma reformulação na educação mundial, sem restrição de público. “Em decorrência da COVID-19, as atividades educacionais precisaram ser reformuladas. Não podemos deixar ninguém para trás e precisamos dar continuidade ao processo de ensino e aprendizagem”. Ele cita duas formas para que os alunos possam continuar absorvendo aprendizado durante o isolamento social. “O primeiro modo é com a disponibilização de aulas gravadas e em tempo real; a segunda forma são os exercícios, jogos matemáticos, materiais complementares, dicas de leituras e acesso a biblioteca virtual” justificou o professor.

    O educador reforça que o período não deve ser tratado como férias, mas apesar do momento de turbulência, os alunos devem aproveitar o momento para intensificar os laços familiares e manter a prevenção em casa. “Esse é um momento de reflexão. Aproveitem para estar mais juntos dos pais, se agreguem mais aos familiares e lembrem-se: não são férias. É um momento turbulento, mas com fé e determinação nós vamos conseguir ultrapassar esse momento de inquietude”, concluiu.

    A confirmação vem da Secretaria Estadual de Saúde, São José entra para as estatísticas da pandemia mais termida no mundo, o Coronavírus.

    O ISOLAMENTO SOCIAL
    A cidade da região agreste tem adotado as indicações que preconiza a Organização Mundial de Saúde, mas mesmo assim o vírus chegou à cidade que teme é faz a sua parte não haver uma infecção em massa na cidade.

    SECRETARIA DE SAÚDE

    A prefeitura Municipal através da Secretaria de Saúde Municipal tem realizado ações de combate ao novo Coronavírus, mas salienta que é necessário a população fazer a sua parte e ficar em casa. Ainda segundo a Secretaria Municipal de Saúde, outros casos ainda estão sendo investigados, mas é preciso a população manter a calma e fazer o que pede as autoridades em saúde.

    DO BLOG
    A população mundial vive dias de desespero, mas é importante ressaltar que, a melhor maneira de eliminar ou diminuir a contaminação em massa é fazendo o distanciamento social.

    Beto destina mais de 9 milhões para o combate ao coronavírus no RN

    O deputado federal Beto Rosado (Progressistas) remanejou R$ 9,6 milhões de emendas para serem investidos na saúde de vários municípios do Rio Grande do Norte.

    Segundo o parlamentar, do valor total, R$ 5 milhões serão destinados para a compra de equipamentos respiradores, importantes para o atendimentos dos pacientes com a COVID-19.

    “Estamos atentos às questões do Rio Grande do Norte e vamos combater o coronavírus da melhor forma possível”, diz Beto.

    O remanejamento é referente a emendas ao Orçamento 2020 e o pagamento deve ser feito de forma imediata.

    A paralisação do esporte começa a trazer consequências para o lado financeiro dos atletas. Na noite de quinta-feira, após uma decisão tomada pelo Conselho de Administração em uma reunião realizada por videoconferência, o Barcelona anunciou que reduzirá os salários de seus jogadores e funcionários para diminuir os efeitos econômicos da crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

    Todos os atletas profissionais de Barcelona – incluindo o argentino Lionel Messi, eleito seis vezes como o melhor jogador de futebol do ano – terão uma redução salarial obrigatória durante o período de quarentena, que ainda não tem data para acabar.

    “A paralisia do esporte na Espanha como consequência da pandemia do covid-19 significou a interrupção de todas as atividades, esportivas e não esportivas, do nosso clube. Diante desse cenário, o Conselho de Administração decidiu implementar uma série de medidas para mitigar seus efeitos e reduzir os efeitos econômicos dessa crise”, disse o Barcelona em um comunicado oficial.

    “Basicamente, é uma redução da jornada de trabalho, imposta pelas circunstâncias e pelas medidas de proteção adotadas e, como consequência, a redução proporcional da remuneração prevista nos respectivos contratos. Desejamos implementar algumas medidas, seguindo regulamentos formais de trabalho, sob os critérios de proporcionalidade e, acima de tudo, de capital”, acrescentou o clube catalão, sem dar mais detalhes sobre os valores dessas reduções.

    A Espanha está em quarentena desde o último dia 14 e seus cidadãos só podem deixar as suas casas para realizar assuntos essenciais. O período de confinamento deve se estender neste fim de semana após o término do período inicial de 15 dias.

    O país ibérico é o segundo mais afetado na Europa pela pandemia atrás da Itália, com um número de mortos superior a 4 mil. Mais de 56 mil pessoas testaram positivo para o novo coronavírus.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decretou nesta sexta-feira, 13, emergência nacional contra o coronavírus, o que segundo ele permitirá a liberação de US$ 50 bilhões em orçamento federal para lidar com o problema.

    Em declarações na Casa Branca, Trump disse que o país está em uma “fase diferente” do combate à doença e celebrou o fato de já ter nesta semana decidido interromper os voos entre os EUA e a Europa para conter a disseminação da doença, ao lembrar que o continente foi apontado como o novo epicentro do vírus mais cedo pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

    Compartilhar em:

    14 março 2020
    KARLOSILVA

    A Secretaria da Administração Penitenciária (Seap) do Rio Grande do Norte suspendeu até o dia 31 de março as visitas sociais, a assistência religiosa e qualquer outro serviço de atividades educacional ou social nos presídios do Estado. A medida foi anunciada nesta sexta-feira (13) e o motivo é o novo coronavírus.

    A intenção é evitar possível contágio do Covid-19. Segundo a Secretaria, a suspensão visa a garantir a segurança dos servidores, dos internos e seus familiares. Apesar de estabelecer o prazo para o fim da medida, a pasta adianta que pode haver uma renovação.